terça-feira, 11 de maio de 2010

Palato Lusitâno

Eu sou portuguesinha da silva em muitos e variados aspectos e mais neste:



Anda meio mundo a babar pelos cupcakes [que eu só conhecia pela designação British de fairy cakes] advogando para si o maior conhecimento de causa, o maior grau de adicção aos ditos e a verdadeira caça ao tesouro que é encontrar O SÍTIO onde são vendidos. Pois que a mim não convecem. Até os acho bonitos, se fossem de plástico era bem capaz de ter dois ou três por cima de um napperon de linho branco a enfeitar uma prateleirinha da cozinha e contrariada lá lhes limpava o pó religiosamente todas as semanas. Acontece porém que não tenho prateleiras na cozinha, nem a alternativa mais evidente que é a vitrine na sala, nem apetite para essas excentricidades do estrangeiro. Eu que não correspondo nada ao rótulo do "Eu é mais bolos" gosto muito mais da nossas madalenas, dos queques de chocolate ou do mítico bolo de arroz. São três alternativas lusas bem boas que eu duvido que qualquer cupcake possa destronar. Ainda assim, estão autorizados a demonstrar que eu estou errada em palavras, actos e encomendas para este humilde estaminé.

2 comentários:

Lacorrilha disse...

Há dias quando fui a Lisboa, estive para ir provar uma coisa dessas, mas não tive tempo.
Nem me fales no bolo de arroz, huuuum!

Menos disse...

Dá fome, não é? Seja lá a que hora for!