terça-feira, 29 de março de 2011

Não é bem isto mas é parecido

É mais deitar um olhar de soslaio aos cesto das compras e fazer o mesmo raciocínio. Há que ocupar o tempo e a mente já que por vezes as filas nos supermercados são looongas...

segunda-feira, 28 de março de 2011

Não vi e não gostei de não ver


E assim não há motivação que resista... A música estava boa e o ambiente também. Os resultados precisam-se e a mente já reclamava ao corpo um pouco de descanço. Mais que não fosse para que hoje a hora do cansaço não chegasse tão atrasada como ontem. Pelo menos nisso parece que cumprimos mas a continuar assim... não há motivação que resista.

sábado, 26 de março de 2011

Palavras Moribundas #9


balancé

s.m.


Já ninguém diz balancé.

Já ninguém anda de balancé.

sexta-feira, 25 de março de 2011

...

Digamos que o fim-de-semana não começou nada mal...


terça-feira, 22 de março de 2011

Body Pump 77

Agora fazem-me falta os braços para acabar de corrigir os testes.

segunda-feira, 21 de março de 2011

Dia da Poesia

O amor, quando re revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p'ra ela,
Mas não lhe sabe falar.


Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há-de dizer.
Fala: parece que mente...
Cala: parece esquecer...


Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
P'ra saber que a estão a amar!


Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer o que sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!


Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar...

Fernando Pessoa


É um dos meu preferidos de sempre, daqueles que sei de cor. Para mim é uma preciosidade, um achado que não me saltou dos livros da escola, antes me saltou aos olhos numa parede interior da Olmar. Não me canso de o ler assim escrito numa parede, em letra bonita, nem deixo de me deslumbrar de cada vez que vejo coisas simples escritas com mestria.

sexta-feira, 18 de março de 2011

Se eu pudesse, ai se eu pudesse...

Daqui


Era assim uma espécie de dia do pai e dia da mãe ao mesmo tempo. Amanhã ou noutro dia qualquer, agarrava neles e iamos passear tal e qual como eles fiziam comigo noutros tempos. Um regalo era o que era!

domingo, 13 de março de 2011

Foram férias de Carnaval

Pois foram e para mim só acabaram hoje. Não que aprecie particularmente a época, nem a música e muito menos o barulho feito assim a propósito de nada. Ainda não foi desta que engendrei O disfarce mas caiu-me literalmente nas mãos um vestido, uma máscara e um programa. Reclamar assim é ingratidão... Fora isto, que não tem interesse nenhum, ganhei um sobrinho que me caiu no goto mal lhe pus a vista em cima. Sou tia de coração, cabeça, tronco e membros. Por esse e outros motivos, nestes dias lembrei-me raras vezes de que a partir da próxima semana serei uma professora abraços com muitos testes e avaliações. Tinha, como sempre, boas intenções que, como sempre, por aí se ficaram. Cheguei sem vontade, deixei-me andar ao sabor dos dias, converti-me a sensações novas e esbarrei noutras mais velhas que eu tinha como memórias insignificantes arrumadas no passado. Cheguei, como dizia, sem vontade e apesar de ter pressa de ir embora falta-me, novamente, a vontade.

sábado, 12 de março de 2011

Pronto, a seguir calo-me

"As pessoas não mudam a sua essência (...)"

aqui

Comecei por discordar. Passaram-se muitos anos - em contas rápidas feitas de cabeça talvez uns quinze anos - passou a adolescência e o secundário completo depois perdi-lhe o rasto. Voltou a chegar até mim por via de amigos dos amigos de outros tempos. À mesa dei-lhe o benefício da dúvida e avaliei. É o que faço sempre por defeito [não sei se meu se da profissão] e sorria enquanto me recordava do apelido da escola, da razão de tão dura escolha e do ar de gozo com lhe atiravamos "Ó, Zuleika".
Antes da sobremesa já não podia estar mais de acordo, meu caro William. Tontos são os que acreditam que o tempo pode operar não diria milagres, mas mudanças singelas. Qual quê?

terça-feira, 8 de março de 2011

Ideias da época

Uns colocam a máscara outros só mudam os elásticos.

domingo, 6 de março de 2011

sexta-feira, 4 de março de 2011

É Carnaval ninguém ia levar a mal

Faltou aquilo que tem faltado sempre - coragem. As ideias surgem sempre, o coração é grande e a vontade é muita, mas não há firmeza nos propósitos e ganha sempre o medo de sofrer.
Podia ter sido hoje, podia ter sido já uma centena de vezes, poderá nunca mais ser enquanto não cairem por terra as fragilidades e eu me fraquejar toda, cabeça, tronco e membros.

quarta-feira, 2 de março de 2011

Dos [bons] empregos...

Luxo, luxo é ter um emprego em que se possa usar desculpas tão diversificadas como "agora não pode atender", "está ocupado", "está ao telefone" ou "está em reunião" só numa tarde.

terça-feira, 1 de março de 2011

Tão improvável quanto real eu perco-me aqui às compras. Hoje trouxe a primavera para casa sob a forma de frutos frescos e coloridos.

Estágios em Março é ser madraço

Cada um com as suas dores e enquanto eles se divertem por aí eu faço o que posso por aqui.