segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Para onde quer que me vire, chuva.


Está de chuva. Está lá fora um cheiro a terra molhada. Está de volta a gabardine verde com uns folhos que lhe tiram aquele ar feio de... gabardine. Está na hora de procurar aquelas botas com sola de borracha boas para caminhar à chuva. Está quase a sair mais um número de equilibrismo (e força) à maneira, que involve uma mala da escola, um computador, um guarda-chuva e dois braços com dois ombros e uma coluna. Derreados todos.
Ao computador (só mais um bocadinho de má postura e sacrifício das vertebras) descobre-se mais chuva. Chuva boa. Chuva que tarda mas um dia vai chegar à minha prateleira.    

3 comentários:

AvoGI disse...

Chuva? onde?
kis :=)

Menos disse...

Esteve agreste na 2ª e hj tb outra vez... Valha-me que amanhã é sábado e dps domingo!**

AvoGI disse...

Mas amanhã já segunda e dia d trabalho tb para mim
kis .=) sim, estou aposentada mas trabalho que nem uma negra
kis .=)